Sobre a Dedeka     Ver Coleção Outono-Inverno 2018     Ir para Loja Virtual     Moronomundo
 
2018
Janeiro
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010
2009
 
   
 
 

Viva a Primavera!

 
23/09
Terça-Feira
 
TAGS: Paula Belmino
 
 

Azaléias, cravo, girassol,
Flores desabrocham na primavera
Borboletas colorem o céu
As tardes ficam mais belas.

Primavera, primaveril,
O sol brilha mais intenso
Eu me encanto com tantas cores
Um cheiro de flor imenso.

Viva as cores! Viva as flores!
Viva a primavera!
Trazendo luz, trazendo cores
Alegria, beleza eterna.

Perfume exala no jardim...
Mil voos de borboletas
Minha vida é aquarela
Tudo sorri! é primavera!

 
 
Comentar 1 comentário(s) Enviar
Twitter
 
Paula Belmino
Saiba mais
Paula Belmino
Formada em Pedagogia pela UFRN, professora do ensino fundamental em São Paulo, colaboradora de algumas revistas e apaixonada por poesias e crianças.
Não é só isso: sou mãe coruja de Alice, meu milagre de amor e a razão maior de meus versos.
Vivo a vida intensamente e as letras são, para mim, um caminho de sabedoria e otimismo. Adoro aventurar-me nelas de forma a crescer e atingir os meus objetivos: ser feliz e estar de bem com a vida.
Sou uma apaixonada pela poesia a ponto de hoje estar aqui compartilhando meus singelos versos.

Criei um blog chamado Poesia do Bem, pois poesia é vida, alegria, gotas de orvalho na alma cansada.


Facebook
Twitter Twitter
 
 

Receita da Felicidade

 
25/08
Segunda-Feira
 
TAGS: Paula Belmino
 
 


Para uma criança ser feliz não é preciso brinquedo caro,
a roupa da moda, o passeio mais distante, uma viagem internacional.

Para que uma criança se sinta feliz, não é preciso um brinde pelo bom comportamento, um doce em troca de boa educação, um presente para anular a ausência dos pais.

Não é preciso fazer promessas que se sabe não hão de se cumprir.

Para uma criança ser feliz, é preciso apenas ter ao seu lado um amigo, alguém para se brincar, na leveza do tempo, na simplicidade do lugar, no cair da tarde unindo tiras de retalhos de tecidos e numa árvore pendurar, dividindo a brincadeira, o girar da corda para alcançar estrelas.

Para que duas amigas e uma árvore sejam felizes, basta apenas imaginar, criar, inventar. E uma corda feita de tiras de pano vira brincadeira e muita gargalhada.

Para ser feliz a criança só precisar conviver em paz com quem ama e sentir a brisa de leve tocar-lhe a face de anjo e num pular de corda subir ao céu na sua imaginação e com um pirulito na boca o sorriso adocicar.

De pés descalços no chão sentir a aterra fértil que trás energia e vida.
 
 
Comentar 0 comentário(s) Enviar
Twitter
 
Paula Belmino
Saiba mais
Paula Belmino
Formada em Pedagogia pela UFRN, professora do ensino fundamental em São Paulo, colaboradora de algumas revistas e apaixonada por poesias e crianças.
Não é só isso: sou mãe coruja de Alice, meu milagre de amor e a razão maior de meus versos.
Vivo a vida intensamente e as letras são, para mim, um caminho de sabedoria e otimismo. Adoro aventurar-me nelas de forma a crescer e atingir os meus objetivos: ser feliz e estar de bem com a vida.
Sou uma apaixonada pela poesia a ponto de hoje estar aqui compartilhando meus singelos versos.

Criei um blog chamado Poesia do Bem, pois poesia é vida, alegria, gotas de orvalho na alma cansada.


Facebook
Twitter Twitter
 
 

Parabéns, Dedeka!

 
14/07
Segunda-Feira
 
TAGS: Paula Belmino
 


 Parabéns, Dedeka
Muitas felicidades
Que seus anos sejam cheios de amor,
Fartura dedicação e arte.

Que a consciência em vocês
Seja arma pra fazer valer a vida
Que muitos projetos alcancem o mundo
E seja sempre querida

Instruindo o faz de conta
Enfeitando as noites e os dias de verão
E com as crianças brincando e rolando
Voando com elas na imaginação

Que ao anoitecer Deus abençoe
Cada criança com bençãos de amor
Vestidas de seus pijamas que brilham no escuro
Sejam seus sonhos perfumados feito flor.

Que a cada semente que plantem
Uma árvore frondoza venha nascer
Dando sempre frutos de paz
De amor e bem querer.

Seja sempre parceira
Amante dos animais
Solidários com as famílias,
E tenham muitos anos de sucesso e paz.

Parabéns!

Paula Belmino
 
Comentar 0 comentário(s) Enviar
Twitter
 
Paula Belmino
Saiba mais
Paula Belmino
Formada em Pedagogia pela UFRN, professora do ensino fundamental em São Paulo, colaboradora de algumas revistas e apaixonada por poesias e crianças.
Não é só isso: sou mãe coruja de Alice, meu milagre de amor e a razão maior de meus versos.
Vivo a vida intensamente e as letras são, para mim, um caminho de sabedoria e otimismo. Adoro aventurar-me nelas de forma a crescer e atingir os meus objetivos: ser feliz e estar de bem com a vida.
Sou uma apaixonada pela poesia a ponto de hoje estar aqui compartilhando meus singelos versos.

Criei um blog chamado Poesia do Bem, pois poesia é vida, alegria, gotas de orvalho na alma cansada.


Facebook
Twitter Twitter
 
 

Vai lá Brasil

 
28/06
Sábado
 
TAGS: Paula Belmino
 


Vestido de Verde esperança
E amarelo energia
Na cara a raça e a coragem
Para vencer com euforia

No peito o estandarte da luz
Fazendo o sonho se realizar
Conquistando o impossível
De sorriso largo a vitória alcançar.

Vai lá Brasil
Mostra tua força e a riqueza de teu povo
A fé, a esperança,
A superação para conquistar o que é novo.

Mais que futebol
Muito mais que jogos de estrelas
Educação, saúde, e vida nova
Seja alçada na tua bandeira.

Vestido de azul delicado
De infinito céu de possibilidades
Seja a alma de tua gente pintada a paz.

 
Comentar 0 comentário(s) Enviar
Twitter
 
Paula Belmino
Saiba mais
Paula Belmino
Formada em Pedagogia pela UFRN, professora do ensino fundamental em São Paulo, colaboradora de algumas revistas e apaixonada por poesias e crianças.
Não é só isso: sou mãe coruja de Alice, meu milagre de amor e a razão maior de meus versos.
Vivo a vida intensamente e as letras são, para mim, um caminho de sabedoria e otimismo. Adoro aventurar-me nelas de forma a crescer e atingir os meus objetivos: ser feliz e estar de bem com a vida.
Sou uma apaixonada pela poesia a ponto de hoje estar aqui compartilhando meus singelos versos.

Criei um blog chamado Poesia do Bem, pois poesia é vida, alegria, gotas de orvalho na alma cansada.


Facebook
Twitter Twitter
  Página: 1   2   3   4   5   6   7   8   9   »