Sobre a Dedeka     Ver Coleção Outono-Inverno 2018     Ir para Loja Virtual     Moronomundo
 
2018
Junho
Maio
Abril
MarÁo
Fevereiro
Janeiro
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010
2009
 
   
 
 

DecoraÁ„o para o quarto do bebÍ

 
27/04
Sexta-Feira
 

 

Entre as várias preocupações das mamães e dos papais com a chegada do bebê estão os preparativos para montagem e decoração do quarto do novo integrante da família. São vários os cuidados necessários para arrumar esse novo e tão importante ambiente da casa. Mas as considerações mais importantes a serem feitas sobre o quarto do bebê ainda dizem respeito ao conforto e à saúde da criança e não à beleza do cômodo. Por isso, é importante ficar atento para que alguns erros muito comuns não sejam cometidos.

Evite exageros: é importante manter apenas uma quantidade de roupas e acessórios que possam ser armazenados com praticidade. Vale também eliminar itens que não serão usados por algum tempo e que possam atrapalhar a circulação do ambiente.

Cuidado com o tema: temas neutros são os mais indicados, já que não é possível ter certeza de quais serão os gostos pessoais do seu filho. Além disso, depois, é muito mais fácil combinar com outros acessórios e objetos de decoração.

Atenção aos tecidos: tanto para poltronas quanto para a roupa de cama do bebê, é importante escolher tecidos que sejam fáceis de limpar e secar, assim como se certificar de que os materiais não causarão alergias ou serão desconfortáveis.

Fique atento aos tapetes: para o quarto do bebê, o ideal é escolher modelos que não sejam muito felpudos ou escorregadios. Essa opção ajuda a evitar acidentes e protege a criança de alergias e contaminações.

Não tenha medo de ousar: para tornar o quarto do seu filho um ambiente único, a criatividade é o melhor caminho. Procure ideias alternativas para deixar tudo com a cara da família e ainda mais cheio de carinho!

Para as cores, a tonalidade escolhida deve estar de acordo com o gosto da família e principalmente da mãe, que deve passar mais tempo no quarto com o bebê por conta da amamentação.

Gostou das dicas? E você, mamãe, como está preparando ou preparou o quarto para a chegada do seu pequeno? Compartilha com a gente!
 
Comentar 0 comentário(s) Enviar
Twitter
 
 
 

Dicas de livros para os pequenos

 
18/04
Quarta-Feira
 



Livros são mágicos, são janelas para a criatividade e a imaginação. Por isso, incentivar os pequenos à leitura desde cedo é muito importante. Os benefícios desse hábito no desenvolvimento deles são inúmeros, desde a habilidade linguística e memória até a capacidade de concentração e atenção. E nós, como adoramos uma boa história, aproveitamos a comemoração do Dia Nacional do Livro Infantil para trazer algumas dicas de escritores brasileiros para a hora da leitura dos pequenos.

Reinações de Narizinho
(Autor: Monteiro Lobato)

O livro narra as aventuras que acontecem no Sítio do Picapau Amarelo e apresenta Emília, Tia Nastácia, Dona Benta e sua neta Lúcia. Lúcia, mais conhecida como Narizinho, é quem deve transportar o leitor a viagens pelo mundo da fantasia.

O Menino Maluquinho
(Autor: Ziraldo)

É a história de um menino traquinas que aprontava muita confusão. Alegria da casa, liderava a garotada, era sabido e um amigão. Fazia versinhos, canções, inventava brincadeiras. Tirava dez em todas as matérias, mas era zero em comportamento. 

Romeu e Julieta
(Autor: Ruth Rocha)

Conta história de um reino colorido e cheio de flores, onde as coisas são separadas pelas cores. Tudo muito lindo para cheirar e ver, mas quem mora ali nem pode conhecer. 

Rodas, pra que te quero!
(Autores: Angela Carneiro e Marcela Cálamo)

Um sensível e delicado relato da vida de Tchela (uma das autoras), menina peralta, curiosa, que adorava correr e andar de bicicleta, e de repente perde o movimento de suas pernas. Depois de um longo tempo hospitalizada, ao ter alta Tchela ganha uma caixinha de madeira do seu médico com uma recomendação: ela só deverá ser aberta no momento certo. 

Os Pingos e as Cores
(Autora: Mary França)

Os pingos descobrem que para formar todas as cores são necessárias apenas três cores básicas ou primárias. E de mistura em mistura, de pincelada em pincelada fazem experiências e descobertas e, assim, deixam tudo mais alegre e colorido.

A dona baratinha
(Autora: Ana Maria Machado)

Dona Baratinha achou uma moeda e pensou que, estando rica, poderia se casar. Então, se arrumou e foi para a janela procurar um noivo. Muitos candidatos apareceram, mas o ratinho foi o escolhido. A noiva chegou na igreja, mas o ratinho não apareceu.

Arca de Noé
(Autor: Vinicius de Moraes)

O conjunto é formado por 32 poemas que foram musicados e se tornaram clássicos da MPB para crinaças. A maioria dos poemas é sobre bichos e foram feitos para ler, aprender de cor ou cantar. 

Marcelo, marmelo, martelo
(Autora: Ruth Rocha)

Os personagens dos três contos que compõem este livro são crianças que vivem no espaço urbano. Elas resolvem seus impasses com muita esperteza e vivacidade; Marcelo cria palavras novas, Teresinha e Gabriela descobrem a identidade na diferença e Carlos Alberto compreende a importância da amizade.

O Fantástico Mistério da Feiurinha
(Autor: Pedro Bandeira)

O livro trata do desaparecimento de uma suposta princesa, chamada Feiurinha, e promove um reencontro entre as principais princesas dos contos de fadas, como  Cinderela, Branca de Neve, Chapeuzinho Vermelho, A Bela Adormecida, Rapunzel. 

A Bruxinha Atrapalhada
(Autora: Eva Furnari)

Sem a utilização de palavras, só imagens, a autora cria uma bruxinha atrapalhada que pode realizar desejos com a ajuda de uma varinha mágica, sofrendo as mais inusitadas conseqüências. 

Ou Isto ou Aquilo
(Autora: Cecília Meireles)

O livro resgata o universo infantil, permeado por perguntas imprevisíveis, monólogos, situações surpreendentes, comparações incomuns, em que a fantasia e a imaginação estão sempre presentes. Nos deparamos com a borboleta no jardim, a bela bola que rola, a casa da avó, a água da chuva e a lua, que aparece depois da chuva, além de outras cenas e sensações

Gostou das dicas? Tem outro livro que seu filho adora? Compartilha com a gente!

Ah, e aproveite! A Dedeka é uma das parceiras do clube do livro Leiturinha, com 10% de desconto em nossos produtos para assinantes.
 
Comentar 0 comentário(s) Enviar
Twitter
 
 
 

VocÍ sabe quais as roupinhas adequadas para cada fase do seu bebÍ?

 
04/04
Quarta-Feira
 

Conta pra gente, qual mamãe nesse mundo resiste em comprar uma roupinha de bebê para o seu pequeno? Não existe! Esse ato está praticamente no pacote de “ser mãe”, não é verdade? Mas hoje em dia são tantas opções, modelos e tecidos que fica difícil saber se aquela será uma boa escolha para a fase em que seu bebê está. Afinal de contas, não basta as roupas serem bonitas. Precisam ser, acima de tudo, confortáveis. Por isso, para ajudar na hora da compra, selecionamos algumas dicas essenciais para escolher a roupinha adequada para cada fase de crescimento do seu bebê.

- 0 a 3 meses

Até aos 3 meses, os pequenos têm os pés e mãos frios e sua temperatura corporal não é regular. Por isso, é preciso ter um cuidado especial na escolha da roupinha dos recém-nascidos. Você deve optar por peças mais largas e minimalistas para não incomodar o bebê, que fica grande parte do tempo deitado. As roupas devem ter botões nas laterais ou no ombro para serem fáceis de colocar e tirar. Em dias quentes, você pode vestir o bebê com um body sem manga, enquanto em dias frios pode colocar um casaquinho, uma calça e meias. Mas lembre-se de usar peças que não sejam muito apertadas, principalmente no pescoço e nas axilas, pois podem causar assaduras no bebê.

- 3 a 6 meses

Nessa fase, o bebê começa a se movimentar mais, conseguindo já mudar de posição no berço. Por isso, a orientação continua sendo optar por roupas folgadas, práticas e confortáveis que permitam a livre movimentação do seu filhote, sem que ele fique marcado nas costas nem se sinta apertado.

- 6 a 12 meses

Para bebês que engatinham, é essencial o uso de calças para que os seus joelhos estejam mais protegidos do atrito com o chão. É nessa fase também que os bebês começam a sentir menos frio, pois estão o tempo todo se mexendo. Mesmo assim, em regiões com temperaturas mais baixas, eles vão continuar precisando de um bom agasalho quando saírem de casa. O truque continua sendo manter os conjuntos bem simples: calças com camisetas ou blusinhas.

E é pensando nas necessidades de cada fase da criançada, que a Dedeka oferece uma linha homewear completa com roupinhas confortáveis, fáceis de vestir e cheias de estilo para os pequenos e as pequenas.

 
Comentar 0 comentário(s) Enviar
Twitter